Han Solo: Uma história Star Wars | RESENHA

May 25, 2018

Olá pessoas!

 

Preparados para mais uma resenha? A louca por Star Wars aqui estava esperando muito por esta!

 

Tenho que ser sincera e dizer que não busquei nada de informações sobre este filme além das lançadas oficialmente. Normalmente não me incomodo com spoilers e rumores, mas decidi por deixar os pitacos de lado e ir de coração aberto ao cinema. 

 

Conversando com um dos gerentes do Cinépolis aqui de Caxias do Sul, soube que muitas coisas aconteceram nos bastidores, atores trocados, refilmagens e muitas críticas. Mas falando sério, o que não tem críticas hoje em dia? Felizmente deixei tudo isso de lado e nada afetou minhas expectativas.

 

Mas chega de papo e vamos a resenha.

 

Título: Han Solo: uma história star wars

Título original: Han Solo: a star wars story

País: EUA

Duração: 2h 15m

Direção: Ron Howard

Ano: 2018

Elenco: Alden Ehrenreich, Woody Harrelson, Emilia Clarke

 

Como o próprio nome do filme mostra, esta é uma história de Star Wars, a história de formação de Han Solo. Foi muito legal ver o modo que o personagem foi se construindo e a forma que o ator trabalhou sua interpretação baseada em Harrison Ford e no próprio Han Solo original. 

 

Não se pode exigir uma atuação 100% Han Solo pois este ainda está em formação, e acredito que o ator conseguiu entregar de forma clara um personagem que será excepcional em sua maturidade. O instinto de improviso, de não seguir as regras e do sentimento de liberdade orbitam em Alden Ehrenreich o tempo todo.

 

Uma das coisas que mais me surpreendeu foi o momento que Chewbacca apareceu e como se formou a relação inseparável dos próximos filmes da saga. O tempo de Chewie na tela é muito bem preenchido e ele se mostra que é mais do que um Wookiee seguindo os passos de Han. Sim, a personalidade e piadinhas de Chewie estão todos lá.

 

E esse é um fato inegável do filme, há muito fan service. Para quem já é um aficionado pela saga, irá ter todas as suas expectativas de frases prontas, supridas. O que não é um pouto ruim, viu. Fatos sutis como a formação clássica para a pilotagem da Millenium Falcon ou a apresentação da nave em si, se tornam uma deliciosa imersão na nostalgia. Foi muito interessante ver a icônica nave em sua melhor forma!

 

O filme em si não busca sem um clássico e não vai virar o preferido dos fãs de Star Wars, mas não podemos dizer que ele foi feito de forma equivocada ou desnecessária. O longa conta uma história própria e não subverte nenhum fato já apresentado. Está tudo no lugar que deveria estar.

 

Falando da trama em si, a história não para. Personagens correndo para um lado e para outro o tempo todo, não deixam o espectador piscar dentro da sala de cinema com medo de perder alguma coisa. Podemos resumir que tudo gira em torno de quitação de dívidas e muita pirataria. E por falar em pirataria, gente que figurinos. Os figurinos ficaram muito bem feitos e transmitiram muito bem a época que o filme se passa. Dá até uma pequena vontade de ver o episódio VI novamente.

 

A fotografia em grande parte é escura o que combinou bem com a trama e me deixou bem confortável. Dá até a sensação de que muitas situações eram precárias e sem a possibilidade a melhor iluminação. 

 

Han Solo: uma História Star Wars é um spin off muito bem produzido, que entrega uma trama divertida e que serve muito bem para expandir os conhecimentos sobre os personagens que tanto amamos. Para quem ainda não conhece muito a saga, o filme se torna uma ótima porta de entrada por ter essa pagada moderna e anteceder o filme VI.

 

A divulgação do filme nas redes sociais foi uma coisa linda de se ver. As clássicas publicações de cartazes individuais tiveram uma cor temática por personagem e uma pegada bem vintage. Dá uma olhadinha nos cartazes que separei para vocês.

 

Num geral, o cartazes principais tiveram grandes quantidades de cores quentes e um tom amarelo envelhecido. Tudo isso para que nos levasse a épocas longínquas e nos remetesse ao passado. Funcionou muito bem! 

 

A utilização de cores em qualquer projeto deve ser usada com cautela, cada cor, tonalidade e combinação passará um determinado sentimento. Observe as divulgações dos próximos filmes que estão na sua lista e perceba como as cores são importantes.

 

E vocês, o que estão esperando de mais esta guerra nas estrelas? Me conta aqui nos comentários!

 

Lembrem-se se curtir a página da Náufragos no facebook e seguir a gente no instagram @naufragosdesign

 

Então nos vemos na próxima

Jennifer Poletto

Please reload

POSTS RELACIONADOS

Please reload

Please reload

FALE COMIGO:

TAG CLOUD